000011-o-que-podemos-aprender-com-as-artes-marciais-e-como-aplicar-aos-negocios

O que podemos aprender com as artes marciais e como aplicar aos negócios?

Amigos,

A aproximadamente 3 anos, venho praticado artes marciais na Associação Bumoosool de Hapkido, aqui em São Paulo. Neste período, tenho observado que o aprendizado adquirido nos treinos, tem me auxiliado também em muitas outras atividades do dia a dia, mas calma, isso não quer dizer que venho espancando ninguém do meu convivi-o. Já vou me explicar…

A questão é que além das técnicas ensinadas nos treinos, pude identificar diversas correlações entre as artes marciais e as minhas atividades como empreendedor. O artigo abaixo são apenas alguns pontos, sendo assim, não tenho a pretensão de esgotar o assunto aqui. Acredito também que cada praticante de artes marciais, seja ela qual for, deve fazer sua própria reflexão e identificar também seus possíveis paralelos e benefícios.

As Artes Marciais e o Empreendedorismo

Praticar uma arte marcial é muito mais que estar bem com o corpo. Os benefícios vão desde o hábito da disciplina e concentração, vivenciadas nas outras atividades do dia a dia, até o equilíbrio e perseverança aplicados aos negócios.

O Artista Marcial sabe que as derrotas fazem parte do processo de aprendizado, sendo que este não se deixa abater pelas dificuldades, dores e quedas dos treinos. Assim como ele, o empreendedor, deve manter-se focado em seus objetivos e comprometido em alcança-los, pois sabe que o reconhecimento de cada erro e a sua prática, o levará cada vez mais a perfeição.

As adversidades também serão muitas e inevitáveis e diante disso, o empreendedor deverá ser resiliente, a ponto de lidar com facilidade às adaptações, principalmente a situações de alto stress e exaustão, qualidades estas também exigidas de um artista marcial. Para se quebrar uma madeira com um soco, o artista marcial é treinadoa focar além do objeto que pretende quebrar. Da mesma forma, para se obter o sucesso desejado nos negócios, o empreendedor necessita visualizar além da meta, se quiser fazer a diferença.

Para um artista marcial, respeitar e aprender com os mais graduados e respeitar, aprender e ensinar com generosidade os menos graduados é fundamental para a evolução técnica e espiritual do praticante. O empreendedor deve ser respeitado pelos seus colaboradores e parceiros, por ser aquele que compartilha suas experiências e também anseia em conhecer mais, através das experiências vivenciadas por estes.

Conclusão

Todos estes adjetivos fazem parte do vocabulário e do dia adia de um artista marcial e também devem estar presentes na rotina de um empreendedor. O caminho até a faixa preta não é fácil, assim como construir um negócio. Portanto, fique atento ao conhecimento que possa ser adquiridos fora do ambiente de negócios. Muitas vezes você já passou ou ainda passará por situações,que podem ser aplicadas em outras ocasiões.

2 respostas para “O que podemos aprender com as artes marciais e como aplicar aos negócios?”

  1. Fábio Mingioni disse:

    Parabéns pelo artigo, excelente!

Deixe uma resposta